quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Questionário de História para a Turma M1 01 - 2016




  1. Como denominou-se a associação entre os reinos de Portugal e Espanha, entre 1580-1640?
  2. Qual foi a causa desta associação?
  3.  Brigam Espanha e Holanda
    Pelos direitos do mar
    O mar é das gaivotas
    Que nele sabem voar
    O mar é das gaivotas
    E de quem sabe navegar.
    Brigam Espanha e Holanda
    Pelos direitos do mar
    Brigam Espanha e Holanda
    Porque não sabem que o mar
    É de quem o sabe amar       
    O poema de Fernando pessoa destaca um conflito que terminou por envolver o Brasil, na primeira metade do século XVII.  Qual foi o motivo que colocou holandeses e portugueses em campos opostos?
  4. Por que os holandeses se interessavam tanto pelo Nordeste brasileiro?
  5. Ultrapassada a fase inicial da conquista do território, os holandeses nomearam Maurício de Nassau como Governador Geral da Nova Holanda.  Como foi a política dele em relação aos portugueses?
  6. O que foi a Insurreição Pernambucana?

A entrega desta tarefa está marcada até o dia 08/12/2016 e pode tanto ser em folha separada para o professor ou aqui, nos comentários, devidamente identificado.



sábado, 16 de abril de 2016

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Turmas 2001/2002/2003 O ILUMINISMO - Pensadores e características

Iluminismo: Exercícios e características.

Extraído de Só História.

O Iluminismo foi um movimento intelectual que surgiu durante o século XVIII na Europa, que defendia o uso da razão (luz) contra o antigo regime (trevas)  e pregava maior liberdade econômica e política.

Este movimento promoveu mudanças políticas, econômicas e sociais, baseadas nos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade.

O Iluminismo tinha o apoio da burguesia, pois os pensadores e os burgueses tinham interesses comuns.

As críticas do movimento ao Antigo Regime eram em vários aspectos como:
- Mercantilismo.
-Absolutismo monárquico.
- Poder da igreja e as verdades reveladas pela fé.
Com base nos três pontos  acima, podemos afirmar que o Iluminismo defendia:
- A liberdade econômica, ou seja, sem a intervenção do estado na economia.
- O Antropocentrismo, ou seja, o avanço da ciência e da razão.
- O predomínio da burguesia e seus ideais.

As idéias liberais do Iluminismo se disseminaram rapidamente pela população. Alguns reis absolutistas, com medo de perder o governo - ou mesmo a cabeça -, passaram a aceitar algumas idéias iluministas.
Estes reis eram denominados Déspotas Esclarecidos, pois tentavam conciliar o jeito de governar absolutista com as idéias de progresso iluministas.
Alguns representantes do despotismo esclarecido foram: Frederico II, da Prússia; Catarina II, da Rússia; e Marquês de Pombal, de Portugal.
Alguns pensadores ficaram famosos e tiveram destaque por suas obras e idéias neste período. São eles:
John Locke
John Locke é Considerado o “pai do Iluminismo”. Sua principal obra foi “Ensaio sobre o entendimento humano”, aonde Locke defende a razão afirmando que a nossa mente é como uma tábula rasa sem nenhuma idéia.

Defendeu a liberdade dos cidadãos e Condenou o absolutismo.

Voltaire

François Marie Arouet Voltaire destacou-se pelas críticas feitas ao clero católico, à inflexibilidade religiosa e à prepotência dos poderosos.

Montesquieu
Charles de Secondat Montesquieu em sua  obra “O espírito das leis”  defendeu a tripartição de poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário.

No entanto, Montesquieu não era a favor de um governo burguês. Sua simpatia política inclinava-se para uma monarquia moderada.

Rousseau


Jean-Jacques Rousseau é autor da obra “O contrato social”, na qual afirma que o soberano deveria dirigir o Estado conforme a vontade do povo. Apenas um Estado com bases democráticas teria condições de oferecer igualdade jurídica a todos os cidadãos.
Rousseau destacou-se também como defensor da pequena burguesia.

Quesnay
François Quesnay foi o representante oficial da fisiocracia. Os fisiocratas pregavam um capitalismo agrário sem a interferência do Estado.

Adam Smith
Adam Smith foi o principal representante de um conjunto de idéias denominado liberalismo econômico, o qual é composto pelo seguinte:
- o Estado é legitimamente poderoso se for rico;
- para enriquecer, o Estado necessita expandir as atividades econômicas capitalistas;
- para expandir as atividades capitalistas, o Estado deve dar liberdade econômica e política para os grupos particulares.
A principal obra de Smith foi “A riqueza das nações”, na qual ele defende que a economia deveria ser conduzida pelo livre jogo da oferta e da procura
http://www.sohistoria.com.br/resumos/iluminismo.php

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Turma 3001 - Cultura e mídia

Pessoal, dando seguimento ao que foi visto em sala de aula, segue abaixo o texto para vocês resumirem para a próxima aula!


" A passagem do conhecimento foi e é vital para a sobrevivência e a evolução humana. A comunicação é a via de passagem do conhecimento: o gesto, a palavra e a escrita, em uma evolução crescente de linguagens. Sugiro no início desta aula listar com os alunos quais inovações tecnológicas foram usadas, a partir da criação da escrita, para a difusão de informação e conhecimento. Suportes de pedra e de tecido já foram grandes inovações que possibilitaram armazenar e circular informação e conhecimento. Há tempos existe um grande debate sobre o uso de tecnologias de comunicação no processo educacional, os tópicos eram o rádio e a TV. Educação e tecnologia sempre andaram de mãos dadas. Tecnologias são produtos de saberes. Em moto perpétuo alavancam a produção de mais saberes e estes a criação de novas tecnologias. Este debate hoje atualizado fala sobre as tecnologias de informação, acrescentando no processo educacional: produção audiovisual (rádio e TV), computadores conectados à Internet, produção interativa e colaborativa. A Educação é responsabilidade do Estado com seus cidadãos e uma prioridade global. É indicadora de cidadania e fator de competitividade. Agora, no Brasil, antigas carências do sistema educacional encontram-se com urgentes demandas de modernização dos seus processos pelas tecnologias de informação. Por diversos fatores a tecnologia de informação tem grande apelo, e assim, um conjunto de políticas públicas de Educação, com recursos privados e governamentais, movendo-se com significativos esforços têm equipado escolas com computadores com acesso à Internet, com estúdios de rádio e com câmeras e sistema de edição de vídeo, ações que são conhecidas como Inclusão Digital, que estão no âmbito da Inclusão Social, que no seu panorama geral é trabalhada com Saúde, Educação, Emprego e Moradia.
REFERÊNCIAS
LOFY, Willian. Inclusão Digital X Analfabetismo http://www.direitonet.com.br/artigos/x/20/25/2025/
NAZARENO, Cláudio (e outros). Tecnologias da informação e sociedade: o panorama brasileiro. Brasília: Câmara dos Deputados, 2007 http://www.camara.gov.br/internet/infdoc/Publicacoes/html/ pdf/tecnologia_info.pdf PARENTE, Cristiane. Circuitos de acesso. In revista Onda Jovem, Ano III, n. 8, julho-2007."

https://youtu.be/7ysEoKtfU2I   Gilberto Gil - Pela Internet

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Turmas de 2º Ano EM - Iluminismo e Antigo Regime

O que é Iluminismo? O Iluminismo foi um movimento de ideias desenvolvido essencialmente no século XVIII e que acabou levando ao fim do Antigo Regime e aos movimentos de independência das colônias na América. A ideia de liberdade política é relativamente nova no mundo. Ela surgiu no final do século XVII com o pensamento do filósofo inglês John Locke. À época de Locke, a Inglaterra passava por grandes mudanças políticas. O rei Carlos I foi decapitado e assumiu o poder Oliver Cromwell que instalou uma república, a primeira e única da Inglaterra até os dias de hoje. Alguns anos depois, um novo movimento revolucionário, a chamada Revolução Gloriosa, obrigou o rei Guilherme III a jurar obediência à Declaração de Direitos (Bill of Rigths) que limitava o poder real, ampliava os poderes do Parlamento e garantia as liberdades individual e de imprensa. Estimulado por esses acontecimentos, John Locke escreveu sua teoria política “Segundo Tratado do governo civil onde afirmava que: todos os seres humanos são, por natureza, livres, iguais e independentes, o poder político só é legítimo quando respeita a vontade popular.

Obrigado por compartilhar. Lembre-se de citar a fonte: http://www.ensinarhistoriajoelza.com.br/iluminismo-do-antigo-regime-aos-nossos-dias/ - Blog: Ensinar História - Joelza Ester Domingues http://www.ensinarhistoriajoelza.com.br/iluminismo-do-antigo-regime-aos-nossos-dias/
http://www.ensinarhistoriajoelza.com.br/iluminismo-do-antigo-regime-aos-nossos-dias/

Esse link leva vcs para um conteúdo bastante objetivo, também contèm um vídeo e uma série de mapas mentais ou resumos que muito ajudam ao aluno.
Bom proveito!

Conteúdo da Aula

I - Introdução

  • Antigo Regime - Caracterização;
  • Exemplos de como a sociedade, a economia e a política eram antes da Revolução Francesa e como ficaram a partir da época Contemporânea.
II - A Era das Revoluções
  • Trabalhar os aspectos gerais das revoluções burguesas, destacando:
  1. Revolução Inglesa (século XVII);
  2. Revolução Industrial (segunda metade do século XVIII);
  3. Revolução Americana ou Independência dos Estados Unidos (segunda metade do XVIII);
  4. Revolução Francesa (final do século XVIII).
III - Fixação

Exercícios no quadro.

 

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016